Todos os artigos de livetech

Fazenda dos Animais

A paixão pelos animais começou desde cedo, inicialmente como hobby mas, de forma natural, transformou-se num trabalho diário de grande prazer, que atinge diferentes tipos de clientes, com objectivos distintos de diversas zonas do país.
O nosso trabalho não tem limite… Fazemo-lo porque gostamos e porque acreditamos que todos os animais valem a pena.

Dedicamo-nos a diversas áreas, desde treino de obediência e correcção de distúrbios comportamentais, aves amestradas, falcoaria e presença em diversas feiras medievais e similares.

Radiki

 “Radiki” nasceu do enorme gosto pela música, dança e cultura oriental.

O grupo tem o objectivo de animar as vossas festas, sejam casamentos, festas temáticas, e muitos outros, com o místico, o exótico, o alegre e o colorido da dança oriental!

1º Lugar – East Fest Lisbon 2011
2º Lugar Grupos Oriental – ODW Portugal 2017

Black Raven

A Black Raven é um Grupo de Animação Temática e Recriação Histórica, que nasceu em 2005, em Cascais.

O gosto pela história, pela cultura e pelas tradições ibéricas leva-nos a apostar na imaginação, de forma a oferecermos personagens inesquecíveis.

Temos orgulho e prazer em planear e gerir os mais pequenos detalhes, adicionando um toque especial às nossas animações.

ATEC – Associação de Teatro Experimental do Curval

A ATEC nasceu da vontade de cerca de uma dezena de pessoas determinadas em promover cultura nesta tão nobre arte da representação e do humor.

Estreou o seu primeiro trabalho em Dezembro de 2013 e apresentou a sua primeira peça teatral “As Sete Viúvas do Mordomo Zé António” com rábulas de César de Oliveira, adaptação e Encenação de Isabel Cardoso em Novembro de 2014.

O ATEC foi Federado na FPTA-Federação Portuguesa de Teatro Amador no dia 15 de Junho de 2016 e tornou-se uma associação sem fins lucrativos a 1 de Março de 2017.

Associação Recreativa e Cultural do Curval

A Associação Recreativa e Cultural do Curval é uma das associações que aceitou de imediato o convite para participar na Feira Medieval “Paço del Rey”.

Associação sem fins lucrativos a ARCC tem sede no lugar do Curval e visa manter vivas as tradições culturais da freguesia de Pinheiro da Bemposta e toda a região.

A ARCC é conhecida pela dinâmica que imprime em eventos como as marchas populares, o carnaval ou ainda pela força do seu grupo de bombos.

Em 2014 foi uma das associações envolvidas nas comemorações dos 500 anos do Foral de Figueiredo e Bemposta tendo participado na “Bemposta Manuelina”.

Alanos

O grupo Alanos surgiu em 2010 e, desde então, têm levado as sonoridades medievais até às valiosas recriações históricas a nível nacional.

Herdado um legado marcado por povos nómadas os Alanos recriam, através de instrumentos musicais como a gaita de foles, timbalão, tamborim, corno, djambé e kerkabs, alguns dos temas mais emblemáticos dos tempos ancestrais. Estes temas entoam de forma singular e enérgica, contagiando o público que assiste.

O grupo é composto por músicos que, devidamente caracterizados, utilizam os melhores temas medievais e populares, recordando e transmitindo o legado musical outrora criado.

CC Clínica

A CC Clínica traz-lhe um pouquinho do Oriente e ressuscita a tradição e cultura pelo natural. Convidamo-lo a desfrutar de infusões para os mais valentes guerreiros e para as mais belas ninfas. Trazemos os cristais mais puros, os saboes artesanais feitos com todo o cuidado e dedicação, os melhores incensos dos quatro cantos do mundo.

A C C Clínica é um conceito de clínica inovador que conjuga a medicina convencional com a medicina alternativa/complementar. O utente pode cuidar do corpo e da mente, sem sair do mesmo espaço. Com base na prevenção o ideal é de equilíbrio físico e mental, podendo optar por realizar uma consulta/tratamento, desfrutar da nossa zona de SPA e ainda praticar exercício no espaço dedicado ao Pilates Clínico, Chi Kung e ao Yoga.

EB 1 de Areosa – Pinheiro da Bemposta

A Escola da Areosa não podia deixar de estar presente na feira medieval Paço del Rey. Afinal, a escola perde poucas oportunidades de interagir com a sociedade colaborando em muitas iniciativas locais aproveitando para divulgar o trabalho que desenvolve.

Aquando das comemorações dos 500 anos do Foral de Figueiredo e Bemposta a Escola de Areosa esteve na primeira linha das comemorações participando na feira quinhentista que se realizou dentro do Mercado à Moda Antiga e também num evento similar realizado na EB 2, 3 Dr. José Pereira Tavares.

Agora a Escola recua ainda mais no tempo até à idade média ajudando a dar corpo ao “Paço del Rey”.

EB 1 de Travanca

A EB 1 de Outeiro, Travanca, também participa na feira medieval Paço del Rey comprovando uma vez mais o extraordinário dinamismo daquele estabelecimento de ensino que, também desde o primeiro momento, alinhou nas comemorações dos 500 anos do Foral de Figueiredo e Bemposta.

Participante em diversos eventos daquelas comemorações manuelinas, a Escola do Outeiro tem vindo a marcar presença em muitos eventos primando sempre pela originalidade das suas participações como têm sido o caso da Noite Branca ou ainda do Mercado à Moda Antiga.

Agora, a escola do Outeiro a EB1 de Travanca vai fazer mais uma incursão na máquina do tempo recuando até tempos medievais.

 

 

Doce Foral

As três primeiras classificadas do concurso “Doce Foral” organizado em 2014 pela Associação de Pais das Escolas de Pinheiro da Bemposta, Palmaz e Travanca estarão também presentes na feira medieval Paço del Rey.

O concurso integrado nas comemorações dos 500 anos do Foral de Figueiredo e Bemposta envolveu toda a comunidade e premiou três doces dos vários apresentados. Em primeiro lugar ficou Elsa Martins com as “Aboborazinhas Reais“, em segundo lugar Sílvia Oliveira com os “Venturosos” e em terceiro Porcina Oliveira com os “Manuelinos“.

As três vencedoras juntaram-se e participaram em 2014 na Bemposta Manuelina e regressam agora para fazer as delicias de todos quantos anseiam provar de novo estas iguarias.

Doces da Prima

O projeto Doces da Prima junta duas primas que partilham o gosto pela doçaria caseira. Ambas da área da saúde e doceiras de gema acreditam que um docinho de vez em quando ajuda a tratar do corpo e a aliviar o coração.

Uma confeção 100% caseira ambas produzem carinhosamente doces tradicionais em doses individuais. Para acompanhar este doce têm ainda à disposição uma bebida fresquinha, também ela, produzida de forma tradicional. Pela sua saúde física e mental um doce da prima é o ideal, este é o lema que acompanha os Doces da prima.